quinta-feira, 22 de junho de 2017

MPF consegue manter a prisão de Henrique Alves e Eduardo Cunha

O Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF-5), em Recife, negou nesta quinta-feira (22), por maioria, os pedidos de habeas corpus feitos pelos ex-deputados federais Henrique Eduardo Alves e Eduardo Cunha. Ambos tiveram a prisão preventiva decretada pela justiça federal no Rio Grande do Norte, a pedido do MPF/RN.

Para o MPF, há indícios de que Henrique Alves e Eduardo Cunha praticaram, de forma continuada, os crimes de corrupção e lavagem de dinheiro.

A decisão pela denegação dos habeas corpus acompanhou os pareceres da Procuradoria Regional da República da 5ª Região, órgão do Ministério Público Federal (MPF) que atua perante o TRFl.

Os desembargadores federais Élio Siqueira, relator do processo, e Roberto Machado acompanharam a opinião do MPF e votaram pela denegação dos pedidos. Apenas o desembargador federal Alexandre Luna foi favorável à concessão dos habeas corpus.

Para o MPF, a manutenção da prisão preventiva de Henrique Alves e Eduardo Cunha é necessária para garantir a ordem pública e assegurar a efetiva aplicação da lei penal, uma vez que ambos continuam a exercer intensa atividade política em âmbito nacional. O cerceamento de sua liberdade tem o objetivo de evitar a continuidade das práticas ilícitas.


Parceiro anunciante

São João do Assú 2017: Ôxe Menina foi a campeã do Festival de Quadrilhas Juninas Tradicionais

Aconteceu ontem (21) o Festival de Quadrilhas Juninas Tradicionais, evento que faz parte da programação do São João do Assú 2017.

Confira o resultado:

1º. Lugar: Ôxe Menina
2º. Lugar: Esplendor
3º. Lugar: Vixe Maria

Foto: Reprodução

Parceiro anunciante

Contratando mil horas de ‘carro munck’

Terminou há pouco, por volta das 11h, o pregão presencial em que a prefeitura de Assú contratará os serviços de ‘carro munck’ por horas trabalhadas.

Foto: Reprodução / Imagem ilustrativa
O Rabiscos do Samuel Junior tomou conhecimento que duas empresas apresentaram propostas. Uma no valor de R$ 85,00 a hora e outra por R$ 80,00.

Na fase de lances da licitação, a empresa J. C. Dantas EPP, que havia dado uma proposta de R$ 85,00 a hora, baixou o valor para R$ 57,00, ganhando o processo licitatório.

Pelo processo licitatório a prefeitura de Assú poderá contratar a prestação desses serviços até 1.080 horas, no valor global de R$ 61,5 mil.


Parceiro anunciante

São João do Assú 2017: Nesta quinta tem Shicó do Mamulengo e Sirano e Sirino



*Atualização as 14h30


A organização anunciou nas redes sociais alteração na ordem de apresentações. Sirano e Sirino se apresentam a meia noite e Forrozão do Briola às 2h.

Parceiro anunciante

Prefeitura de Assú reabrirá espaço do empreendedor nesta quinta-feira

Denominada de Agência do Empreendedor na gestão municipal anterior e inaugurada em agosto de 2015 (Leia matéria), o espaço dedicado a facilitar a vida do empreendedor reabrirá nesta quinta-feira (22).

A agência retornará sua prestação de serviços com uma nova denominação: Sala do Empreendedor.

A prefeitura de Assú emitiu convite para a solenidade que acontecerá a partir das 17h, na sede no órgão no conjunto Janduis III, mesmo local onde funciona o gabinete do prefeito.

Uma fonte garantiu ao Rabiscos do Samuel Junior (RSJ) que essa mudança de denominação do espaço está provocando confusão dentro da própria prefeitura. A fonte revelou que tem auxiliar do primeiro escalão que continua chamando o espaço de Agência do Empreendedor.

Parceiro anunciante

Promoção ‘Arraiá do Jegue 2017: Confira os ganhadores

Os ganhadores da promoção ‘Arraiá do Jegue 2017 – Burro é quem fica de fora’ foram Maria Elizabeth S. Costa, Frankelles e Teresa Cristina C. de Souza.

Cada um ganhou um kit do evento que acontecerá nesta sexta-feira, dia 23 de junho, em Assú. Os ganhadores receberão orientações via whatsapp para pegarem sua premiação.

Não ganhou e quer comprar seu kit? Então vá até a Comercial Paiva, a Vintz, a On Line For Men ou procure um dos comissários para comprar o seu!


Parceiro anunciante

quarta-feira, 21 de junho de 2017

Manutenção no prédio novo

Parece que a mudança de sede da secretaria de Educação e Cultura de Assú se deu antes que o novo prédio estivesse totalmente preparado para receber os servidores do órgão.

Pelo menos é o que o Rabiscos do Samuel Junior (RSJ) ficou sabendo a respeito das condições de funcionalidade da nova sede, no antigo Instituto Padre Ibiapina (IPI).

As informações transmitidas ao RSJ são que a parte hidráulica, elétrica e de informática da nova sede terá que receber cuidados.

Parceiro anunciante

Arraiá do Jegue: Organizadores prometem que terá surpresa na sexta-feira

O melhor evento do São João do Assú, o Arraiá do Jegue, terá uma surpresa na edição deste ano. Os organizadores prometem revelar na sexta-feira, aqui no Rabiscos do Samuel Junior, qual é essa novidade que deixará ainda mais animados os participantes do arraiá.

A quadrilha e o casamento matuto acontecerão em frente ao restaurante Brutinhos. O padre será Marcelo Galvão, a noiva dona Josélia e o noivo Delano.

Também terá o ‘gato no pote’, em frente ao posto Constatino, na avenida Senador João Câmara.

Os organizadores revelaram ao RSJ que os padres Dian Carlos e Flávio Augusto já confirmaram presença no evento.

Já comprou sua camisa? Confira como ficou a versão 2017:

Foto: Dedé Ramalho
Foto: Dedé Ramalho
Foto: Dedé Ramalho

Parceiro anunciante

Mudando de veículo

Foto: Reprodução / Imagem ilustrativa
Mudança na prefeitura de Assú. O prefeito Gustavo Montenegro Soares trocou o veículo que utiliza como gestor no executivo municipal.

Uma fonte próxima ao gabinete revelou ao Rabiscos do Samuel Junior (RSJ) que ele permutou a Hilux SW4 por uma Amarok 4x4.






Parceiro anunciante

São João do Assú 2017: Confira o resultado do Festival de Quadrilhas Juninas Estilizadas

Aconteceu ontem (20) a final do Festival de Quadrilhas Juninas Estilizadas, evento que faz parte da programação do São João do Assú 2017.

A premiação do festival foi a seguinte: 1º lugar, R$ 4 mil mais troféu; 2º lugar, R$ 3 mil mais troféu; 3º lugar, R$ 2 mil mais troféu.

Confira o resultado:

1º. Lugar: Lume de Fogueira (Mossoró) - 50 pontos
2º. Lugar: Nação Junina (Jucurutu) - 49,5 pontos
3º. Lugar: Estrela do Sertão (Macau) - 49 pontos
4º. Lugar: Encanto do Nordeste (Umarizal) 46,1 pontos
5º. Lugar: Vire Mexe (Guamaré) - 45,7 pontos
6º. Lugar: Coração Junino (Umarizal) - 43,9 pontos

Parceiro anunciante

Promoção ‘Burro é quem fica de fora’

O Rabiscos do Samuel Junior (RSJ) lança mais uma promoção. Dessa vez será para o ‘Arraiá do Jegue 2017’.

Regras da promoção:

1 – Responda a pergunta do final dessa postagem através dos comentários, colocando nome e número de whatsapp
2 – Comentário sem a resposta e sem nome e número de whatsapp não será computado para o sorteio
3 – A cada resposta correta o participante adquire um número para participar do sorteio
4 – Só poderá ser colocada uma resposta para cada pergunta lançada
5 - Ganharão kit do evento os três participantes que forem sorteados
6 – O sorteio acontecerá na noite do dia 21 de junho
7 - A divulgação do resultado acontecerá no dia 22 de junho, aqui no RSJ
8 – Os ganhadores da promoção serão avisados via whatsapp

Complete a frase:

O Arraiá do Jegue 2017 acontecerá em qual data?
O Arraiá do Jegue 2017 terá a animação musical de:
Arraiá do Jegue 2017: Burro é...
Cite o nome de um patrocinador do Arraiá do Jegue 2017:


Cite um local onde está sendo vendido o kit de acesso ao Arraiá do Jegue 2017:

Participe!


Henrique Alves se dispôs a agir junto ao TCE/RN e ainda a ir “pra cima do TCU” para liberar parcelas de financiamento da Arena das Dunas, diz denúncia do MPF

No caso da Arena das Dunas, a denúncia do MPF contra Henrique Alves, Eduardo Cunha e mais quatro pessoas (Leia matérias anteriores) relata que a OAS necessitava de aval do Tribunal de Contas do Estado (TCE/RN) para a liberação de novas parcelas do financiamento do BNDES para a obra.

Mas, o tribunal não teve acesso ao projeto executivo completo e não podia avalizar a liberação.

Henrique Alves foi procurado pela empreiteira e se dispôs a agir junto ao TCE e ainda a ir “pra cima do TCU”, o Tribunal de Contas da União.

Em acórdão, o TCU comunicou ao TCE/RN que, “apenas em situações em que fosse constatada irregularidade de gravidade suficiente, o fato fosse comunicado ao BNDES”. Como o tribunal potiguar não tinha as informações necessária para se posicionar sobre o assunto, o banco continuou a liberar as parcelas e a obra foi concluída, com um superfaturamento de R$ 77 milhões.

O conselheiro relator do caso no TCE, Carlos Thompson Fernandes, informou que Paulo Roberto Alves - então presidente do tribunal e primo de Henrique Alves – declarou a ele em uma conversa, que o ex-deputado “o tinha procurado em busca de informações sobre esse processo”. Em mensagens, Henrique antecipou a Léo Pinheiro que falaria com o primo para buscar o aval do TCE.

O MPF reforça que “ele [Henrique Alves], no mínimo, omitiu-se de seu dever funcional, como parlamentar federal, de fiscalizar a regular aplicação de recursos do BNDES, para, em vez disso, favorecer interesses particulares de empreiteira”.

Acrescentou ainda o MPF que o ex-parlamentar ainda obteve vantagens indevidas da OAS no contrato de utilização da Arena das Dunas, para as equipes do ABC e do América de Natal, que receberam, somente a título de “luvas”, o valor de R$ 2 milhões da empreiteira, cada uma.

Parceiro anunciante

MPF diz que entre Eduardo Cunha e Henrique Alves existia uma “parceria criminosa”

A denúncia do MPF contra Henrique Alves, Eduardo Cunha e mais quatro pessoas (Leia matéria anterior) reúne mensagens de celulares, prestações de contas eleitorais, dados bancários e telefônicos, depoimentos testemunhais, diligências de campo, documentos e depoimentos de colaborações premiadas. Esse conjunto confirma as ilegalidades cometidas pelo grupo.

Para o MPF, entre Eduardo Cunha e Henrique Alves existia uma “parceria criminosa”.

De acordo com a denúncia, os dois ex-parlamentares, pelo menos entre 2012 e 2014, “solicitaram, aceitaram promessa nesse sentido e efetivamente receberam vantagens indevidas, de forma oculta e disfarçada, por meio de doações eleitorais oficiais e não oficiais, em razão da atuação política e parlamentar de ambos em favor dos interesses de empreiteiras”.

Por sua vez, Fred Queiroz - administrador de fato da Pratika Locação de Equipamentos e aliado do ex-ministro Henrique Alves - e o cunhado do ex-parlamentar, Arturo Arruda Câmara, contribuíram com a “estrutura organizada para lavagem, por meio de prestações de contas eleitorais, dos valores ilicitamente obtidos”.

Esquema utilizado principalmente na campanha de Henrique ao Governo do Rio Grande do Norte, em 2014.

Parceiro anunciante

MPF/RN denuncia Henrique Alves, Eduardo Cunha e outros quatro alvos da Operação Manus

O Ministério Público Federal (MPF) no Rio Grande do Norte denunciou os ex-presidentes da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves e Eduardo Cunha, além de outros quatro envolvidos no esquema de corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa investigado na operação Manus, deflagrada no último dia 6 de junho e que deriva da operação Lava Jato.

A denúncia foi entregue à justiça federal nesta terça-feira (20).

Eduardo Cunha já se encontrava no Complexo Médico Penal do Paraná, quando a justiça federal, a pedido do MPF no RN, acatou um novo mandado de prisão preventiva contra ele e Henrique Alves.

Henrique Alves foi preso pela Polícia Federal em sua residência, em Natal, e se encontra atualmente custodiado na Academia de Polícia Militar do Rio Grande do Norte.

Além dos dois, também foram denunciados pelo MPF José Adelmário Pinheiro Filho, o “Leo Pinheiro”, presidente da OAS e que está preso na Polícia Federal no Paraná; o executivo da Odebrecht Fernando Luiz Ayres da Cunha, que vem colaborando com as investigações; o empresário e ex-secretário de Obras de Natal, Carlos Frederico Queiroz Batista da Silva, conhecido como “Fred Queiroz”, atualmente preso no Quartel da PM, em Natal, e o empresário Arturo Silveira Dias de Arruda Câmara, sócio da Art&C Marketing Político Ltda., com sede na capital potiguar.

Parceiro anunciante

Chuva de pedidos de horas trator

Foto: Reprodução
As chuvas estão escassas nesse período. Já a ‘chuva’ de pedidos de horas trator é intensa na secretaria da Agricultura da prefeitura de Assú.

A fonte do Rabiscos do Samuel Junior (RSJ) informou que já tem várias horas solicitadas.

A dúvida é: a secretária Sônia de França – a Sônia da Pesca – com tanta demanda de carradas de água potável, está conseguindo atender esses pedidos de trator?


Parceiro anunciante